Publicações

Flores para Nossa Senhora da Penha no quarto dia do Oitavário

Representantes de Movimentos e Associações que atuam na Arquidiocese de Vitória levaram flores e colocaram aos pés da imagem de Nossa Senhora da Penha no quarto dia do Oitavário, animado pela Área Pastoral Benevente. Com as flores, chegou também a chuva fina que amenizou o calor e coloriu de sombrinhas o Campinho do Convento.

O Oitavário foi conduzido pelo Frei Gilson Kammer, de Colatina, que resgatou a memória da construção do Convento sobre a rocha, propondo a todos uma reflexão sobre a vida. “Frei Pedro Palácios optou por construir a casa de Nossa Mãe sobre a rocha, pois tinha fé que a devoção se perpetuaria. Assim, nós também devemos construir nossas vidas sobre alicerces firmes, alicerces da fé e dos valores do Evangelho”, comentou.

E continuou lembrando que este ano é um ano eleitoral e não devemos fechar os olhos para os erros cometidos contra nossa sociedade como o desvio de recursos que deveriam ser usados em prol dos necessitados.  “Que saibamos lutar pela verdade”, frisou.

Há 50 anos a senhora Irene Bello, 86 anos (no centro da foto) participa da Festa da Penha. Na tarde desta quarta-feira, acompanhada pelas amigas Marta Silveira (à esquerda) e Rosângela Peixoto (à direita) ela contou que havia um agradecimento especial. “Venho todos os anos e tenho muito a agradecer, mas este ano agradeço em especial pela minha saúde. Fiz uma cirurgia cardíaca e Nossa Senhora da Penha me ajudou muito. Por isso hoje estou aqui, firme e forte para agradecer a Ela mais esta graça alcançada”, comemorou.

penha4 (2)

A missa foi presidida pelo Pe. Eduardo Magalhães da Paróquia São Francisco Xavier, em Iriri, e o enfoque foi voltado para os Movimentos e Associações, que atuam na Igreja. Fazendo referência à Leitura do Evangelho Lc 21 13-35 (Discípulos de Emaús) ele comentou que devemos deixar de lado as lamentações e reconhecer a presença do Cristo em nossas vidas.

“Os discípulos tinham tantas lamentações e estavam  tão preocupados com a sua dor que não perceberam que Cristo caminhava ao lado deles. Demoraram a perceber. Que saibamos perceber a presença de Jesus em nossas vidas e que sua palavra se torne vida no coração de cada um de nós. Que Nossa Senhora da Penha nos dê a mão diante das dificuldades”, colocou.

No final do momento das preces, Pe. Manuel David lembrou que hoje (04 de abril) o Seminário Nossa Senhora da Penha completa 64 anos. “Que Deus suscite mais vocações em nosso estado e que Ele abençoe todos os formadores do nosso seminário”, pediu.

Fonte: http://aves.org.br/noticia/

EVENTOS

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 « ‹jul 2021› » 

Facebook