A Paróquia Informações

A queda do dízimo na arquidiocese

O Dízimo na Arquidiocese cai 40% em tempos de Covid

Mundo Litúrgico

Padres da Arquidiocese de Vitória renovam promessas sacerdotais

Mundo Litúrgico

Missa dos Santos Óleos será celebrada nesta quinta-feira (11)

Pastoral

Apostolado de Oração celebra a Festa do Coração de Jesus pelas redes sociais

Arcebispo

Paz e bem, dom Dario! Feliz Aniversário!

A sustentação da ação pastoral e evangelizadora da Arquidiocese de Vitória, assim como a estrutura de funcionamento, o seminário, os veículos de comunicação, as paróquias com menos recursos e os padres idosos, vem de duas fontes alimentadas pelos fiéis: coleta nas celebrações e dízimo.

A chegada da pandemia e a necessidade de isolamento social, ao qual a Arquidiocese aderiu prontamente em defesa da vida, trouxe consequências em dois níveis: a ausência da vida em comunidade, característica da fé católica e queda na receita de sustentação.

Canceladas as celebrações nas Comunidades e as Matrizes celebrando sem assembleia, imediatamente, uma das fontes de recursos, as coletas, deixou de existir. As coletas representam 30% das contribuições mensais. Ao mesmo tempo aconteceu também uma queda de 40,18% na arrecadação do dízimo. Houve, nestes três meses que estamos em pandemia, uma queda nas contribuições tanto nas paróquias dos centros urbanos quanto nas periferias.

Mas, a missão da Igreja não pode parar. Padres e equipes de serviço continuam trabalhando para que o conforto espiritual e momentos de oração cheguem à casa das famílias, através de redes sociais, TV e Rádio, buscando novas formas de chegar perto dos fiéis. As equipes de dízimo, conscientes da necessidade de manutenção dos compromissos da Igreja começaram a buscar alternativas que facilitassem aos fiéis a continuidade com seus compromissos de dizimistas.

Uma reunião foi feita com os coordenadores de equipes e as iniciativas foram partilhadas. Cada paróquia está adotando as formas que melhor se adéquam à sua realidade e possibilidade: uso de aplicativos, transferência bancária, recebimento do dízimo após os momentos de distribuição da Sagrada Comunhão ou na secretaria paroquial, incentivos e mensagens em grupos de whatsapp, atendimento domiciliar a pessoas do grupo de risco cumprindo todos os protocolos de higiene, entre outras.

Entre as iniciativas, a partir do relato dos coordenadores, sobressai o recebimento do dízimo após a Distribuição da Sagrada Comunhão, o que nos permite perceber que a fé cristã é comunitária, como nos disse recentemente o Papa Francisco.

É importante lembrarmos que a contribuição do dízimo na Arquidiocese de Vitória é distribuída em termos percentuais para manutenção e custeio das atividades religiosas da comunidade e da paróquia, formação de leigos, Seminário Nossa Senhora da Penha, Rádio América, paróquias com menos recursos financeiros, padres idosos e doentes.

Gráfico de distribuição do Dízimo

Outras medidas foram tomadas para que a Arquidiocese possa continuar sua ação pastoral, nos formatos possíveis neste momento, e também enfrentar o momento pós-pandemia no qual os desafios serão grandes.

Dois decretos do Arcebispo foram enviados às paróquias e adotados na Cúria com orientações para este novo momento. Os decretos indicam a necessidade de medidas de contenção que permitam a continuidade da missão evangelizadora de nossa arquidiocese.

Medidas de contenção de despesas adotadas.

1. Obras: Paralisação de obras e reformas de igrejas.

2. Custeio e investimentos: Suspender comemorações, confraternizações, decorações, suspender contratos de prestação de serviços e projetos previstos para 2020.

3. Padres: Revisão do Estatuto de sustentação dos Presbíteros e Diáconos Transitórios, estabelecendo a côngrua no valor de 3 salários mínimos a todos os padres e de 1 salário mínimo para os diáconos transitórios.

4. Colaboradores: As funções essenciais para o funcionamento foram mantidas adotando todos os cuidados e recomendações da Secretaria de Saúde. As funções onde foi possível fazer modificações se alternaram entre: antecipação de férias; redução de jornada de trabalho e salário e suspensão provisória de contrato de trabalho com pagamento de seguro desemprego e trabalho em home office, na medida em que isso foi possível.

Fonte:http://arquidiocesedevitoria.org/noticia/dKkfeJJ1E7ZU0tmW9UcL

EVENTOS

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 « ‹jul 2021› » 

Facebook